Diversidade Tucana participa de Congresso Nacional do PSDB

No último sábado (07/12) o PSDB realizou o “Congresso Nacional do PSDB” e paralelamente na noite anterior o Tucanafro e PSDB Mulheres realizaram simultaneamente, encontros que tiveram participação do Presidente Nacional do Diversidade Tucana Edgar de Souza.


Durante mesa do Secretariado PSDB Mulheres Edgar de Souza lembrou que parte dos movimentos sociais estão “sequestrados” pela esquerda e que existe uma instrumentalização dos movimentos. “O desafio do PSDB é resgatar a bandeira [dos direitos humanos] como uma bandeira da social democracia, dos movimentos liberais, do centro esquerda e do centro progressista. É uma bandeira que não é apenas de um grupo é uma bandeira da democracia e para nós do PSDB a democracia é valor fundamental, não abrimos mão sob hipótese alguma”, afirmou Edgar de Souza. E em seu discurso, o prefeito de Lins e presidente do Diversidade Tucana enfatizou: “Não existe democracia sem respeito à diversidade, sem respeito às questões de gênero, à questão racial”.


Reafirmou que o presidente do partido Bruno Araujo, tem sido um grande apoiador do Diversidade Tucana, conseguimos ampliar muitos espaços de reconhecimento com o apoio do Bruno. Ressaltou também a questão da transversalidade das pautas entre os segmentos que precisam ser discutidas e trabalhadas em conjunto.
No encontro do Tucanafro, Edgar de Souza falou da necessidade de um trabalho em conjunto com os segmentos do partido, pois são os segmentos que dão vida e cor ao partido. Comentou também sobre a necessidade de termos sempre uma abordagem pedagógica para elucidar questões como por exemplo, políticas afirmativas da população negra, desigualdades sociais e identidade de gênero – que é chamada de forma errada por alguns de ideologia de gênero.

O Congresso Nacional do PSDB foi um importante evento para os integrantes do partido discutirem assuntos que vão gerar posicionamentos sobre diversos assuntos atuais. O encontro foi organizado em grupos temáticos, separados de acordo com o cadastro prévio, onde cada delegado pôde escolher o tema no qual queria atuar. Foram discutidos assuntos urgentes para o Brasil como por exemplo, saúde, segurança, emprego, proteção social, meio ambiente, serviço público, sistema eleitoral/financiamento, relações internacionais e atitude do partido em relação ao governo federal. Tivemos representantes em todos os grupos, inclusive no grupo sobre reforma do estado e financiamento e sistema eleitoral que são temas também estratégicos para nosso segmento.


O Secretariado Diversidade Tucana participou das discussões, pois entendemos que quando falamos de segurança pública, precisamos lembrar que o Brasil é o país que mais mata LGBT, quando falamos de saúde, lembramos que existe um desmonte em curso no Programa de DST/AIDS criado pelo então ministro da Saúde, José Serra (PSDB) e também sabemos das necessidades da população trans em relação ao acesso à hormonioterapia e cirurgia de redesignação pelo SUS. Quando falamos de emprego e proteção social, lembramos que a população trans e/ou negra é uma das mais excluídas dos processos seletivos e tem imensa dificuldade de fazer seus direitos serem respeitados em diversos espaços da sociedade.

Pela primeira vez o PSDB fez um encontro conectado com as pessoas, de forma tecnológica e interativa: é assim que se faz política, abrindo espaços para as pessoas comuns do o dia a dia debaterem, opinarem e trocarem experiências. Mais uma vez a social democracia saiu vitoriosa! Foi incrível poder estar com outros militantes da social democracia de diversos cantos do Brasil debatendo assuntos tão urgentes para o nosso Brasil.

Comentários

Mais lidas