Ivan Batista coordenador de Políticas LGBTI de São Paulo particia de encontro de cidades latino-americanas

O coordenador de Políticas para LGBTI Ivan Santos Batista e o assessor Ricardo Olimpio participaram em Buenos Aires, na Argentina, entre os dias 06 e 08 de junho, da II Assembleia Geral Ordinária da Rede Latino-americana de Cidades Arco-Íris (RLCA).
A abertura do evento contou com a participação do prefeito de Buenos Aires, Horacio Rodríguez Larreta, que apoiou as políticas LGBTI e reconheceu os esforços pela cidadania e o respeito aos direitos humanos. Logo após, as cidades-membro apresentaram os avanços nas políticas LGBTI regionais, eventos, projetos e programas, bem como os desafios enfrentados e as soluções adotadas. Por votação, incluíram os municípios de Querétaro, do México, e Quilicura, do Chile, como membros plenos da Rede.
 
 
 
Ao longo dos dias de Assembleia, houve o lançamento de uma praça dedicada à comunidade LGBT – Paseo de la Diversidad. Foram ainda apresentadas a moderna estação de metrô que homenageia o militante histórico Carlos Jáuregui e a Casa Trans – local semelhante aos Centros de Cidadania LGBTI de São Paulo.
O evento foi uma oportunidade para que os militantes falassem sobre como funciona o diálogo entre poder público e movimento social. As cidades decidiram concentrar esforços na visibilidade, promoção, respeito e garantia dos direitos da população transexual nas cidades membros no período 2018-2019. O debate foi direcionado para motivar as comissões de trabalho existentes a continuar seu trabalho para alcançar os resultados esperados para o RLCA, por meio do estabelecimento de metas específicas, que serão avaliadas na III Assembléia Ordinária da RLCA, em São Paulo, em junho de 2019 – como a promoção da Rede em atividades de cada cidade, o uso de uma comunicação simbólica que incorpora o posicionamento da bandeira da Rede e o desenho de um selo da cidade do arco-íris em várias estratégias de comunicação. Foi definido também que Montevidéu, no Uruguai, será a cidade-sede da IV Assembleia Ordinária, em 2020.
A cidades-membro saíram do encontro com o compromisso de continuar o trabalho para consolidar a RLCA como referência na luta e implementação de estratégias para a redução da discriminação estrutural às populações LGBTI. 

Comentários

Mais lidas