“Não existe democracia com segregação”, afirma prefeito de Lins

Edgar de Souza, prefeito de Lins, concedeu uma breve entrevista para nós do Diversidade Tucana. 

Edgar foi eleito como prefeito da cidade de Lins em 2012. Na época sofreu ataques políticos por conta da sua orientação sexual. No entanto, assumiu publicamente seu relacionamento com o empresário Alexsandro Trindade.

“Acredito que minha eleição representa a construção de uma referência para a população LGBT, pois percebemos que podemos estar e ocupar todos os espaços. Cresci vendo poucas referências LGBTs na TV. Penso que para a nossa autoestima é muito válido vermos pessoas iguais a nós em todos os espaços, e a política é um espaço importante”.

Em 2016 Edgar foi reeleito, e em 2017 oficializou sua união por meio do casamento civil, selando seu relacionamento de 13 anos. “A oficialização do meu casamento permitiu falarmos ainda mais sobre o tema e de forma muito positiva. Isso ajuda a ir desconstruindo os preconceitos”, declara o prefeito. 

Perguntamos ao prefeito sobre a importância da representatividade LGBT na política. Para Edgar a luta política é essencial: “Não tenho dúvida do processo de evolução humana. Creio firmemente nisso. Mas sei que esse processo não se faz com as pessoas como espectadoras, mas sim como protagonistas. O mundo é plural e diverso, temos que construir espaços de poder que reconheçam isso de forma efetiva. A luta pela cidadania LGBT é antes de tudo uma luta pela democracia real. Não existe democracia com segregação. Proibir direitos para um grupo em virtude de sua identidade sexual, seu gênero, sua etnia, sua religião ou qualquer outra coisa é uma afronta aos princípios e fundamentos da democracia. Todos que acreditam de verdade na democracia devem abraçar as lutas de todos esses grupos”.

Comentários

Mais lidas