Marielle Franco, mais uma vítima da violência, do ataque a vida, a mulher e aos direitos humanos.


Mais uma voz foi silenciada. Marielle Franco, mulher negra, periférica, mãe, lésbica, 38 anos, vereadora do Rio de Janeiro, foi morta na noite de quarta-feira (14).


A trajetória de Marielle é marcada por ações e envolvimento na política, nos movimentos feministas e na luta pelos direitos humanos.

Empoderada, Marielle era voz e dava voz as mulheres. Pouco antes do ataque no qual foi vítima, ela participava de um encontro com mulheres negras, na Casa das Pretas, no evento intitulado “Jovens Negras Movendo Estruturas”.

O Diversidade Tucana, assim como a comunidade LGBT, se solidariza com a população que perdeu uma representante. Mais uma vítima da violência, do ataque a vida, a mulher e aos direitos humanos.
Estamos unidos na luta por igualdade e respeito.

Comentários

Mais lidas