FHC SOBRE BOLSONARO: “NÃO TEM PENSAMENTO LIBERAL, NÃO SEI SE ATÉ TEM PENSAMENTO!”

No Fórum Estadão, ex-presidente tucano disse duvidar de que um candidato "reacionário" como o deputado encontre quantidade de votos suficientes para ser eleito; ele ainda falou sobre Ciro Gomes, apontando que o ex-ministro é instável



O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participou nesta terça-feira (27) em São Paulo do Fórum Estadão, uma iniciativa periódica do grupo Estado. No programa, fez declarações a respeito dos pré-candidatos e sobre o cenário político par este ano eleitoral.

Em uma das declarações, FHC ressaltou que os candidatos que defenderem somente as reivindicações do mercado perderão as eleições. “O Pais não é composto de mercado só. Quem for o candidato de mercado vai perder” disse.

Sobre Geraldo Alkmin (PSDB), o ex-presidente defende que o governador de São Paulo pode ser um bom líder estadista. Ele disse que será necessário ser firme nas propostas a serem apresentadas e mostrar um caminho certo para soluções, mas é possível. “A incerteza é tanta que um pouco de certeza pode ser positivo”, diz FHC sobre o colega de partido. “O Brasil precisa de reconstruir a confiança, quer segurança, emprego e renda. O País precisa de coisas simples”, complementa sobre como devem ser feitas as propostas na campanha.

Bem à vontade, FHC falou sobre os boatos de que ele mesmo lançou alguns nomes para serem candidatos à presidente. Segundo ele, falam que “Eu lancei 4 candidatos – Huck, Flávio Rocha, o Pedro Parente e tem um quarto… Nunca propus o Parente para presidente. O Rocha eu não conheço, não lancei ninguém. O Huck é meu amigo, sou amigo da mãe, do padrasto, da mulher. Mas o que está acontecendo? As pessoas querem algo novo” comentou.

Sobre o deputado federal Jair Bolsonaro, Fernando Henrique é direto: “Bolsonaro simboliza o autoritarismo que cresce em função da violência. Ele aparece como força que quer ordem, mas não tem pensamento liberal, não sei se até tem pensamento”, afirmou dizendo também não acreditar que hajam votos suficientes para eleger um “reacionário”.

Ao falar de Ciro Gomes (PDT), ele apontou que o ex-ministro demonstra não ter rumo definido ao ter mudado constantemente de partido nos últimos anos. Segundo FHC, Ciro cresceu sendo iconoclasta e é muito “instável” do ponto de vista político.

FHC também acredita que ex-presidentes não devem disputar novamente. “Não é saudável que um antigo presidente queira voltar a ser presidente”, comentou. Para ele, é saudável um presidente buscar a reeleição, mas não outros mandatos, disse citando os Estados Unidos como referência na questão as reeleições.

Comentários

Mais lidas