terça-feira, 29 de agosto de 2017

Dia da Visibilidade Lésbica


Hoje, 29 de agosto é um dia de luta e resistência para as mulheres lésbicas que sofrem constante preconceito da sociedade machista e misógina e em muitos casos pela própria família.

A primeira vez em que as lésbicas se reuniram exclusivamente para discutir suas pautas no Brasil foi em 1996, na ocasião do 1º Seminário Nacional de Lésbicas no Rio de Janeiro. A data para a Visibilidade Lésbica foi escolhida a partir desse encontro no dia 29 de agosto de 1996 e desde então elas se esforçam para serem vistas e valorizadas dentro da sociedade e de outros movimentos.

A data ajuda a dar visibilidade à luta dessas mulheres dentro dos movimentos feministas e LGBT, trazendo o importante debate sobre as questões relacionadas a mulher lésbica na sociedade. É imperativo dar voz e reconhecer a diversidade e os direitos das mulheres lésbicas, que são mães, filhas, companheiras, trabalhadores, periféricas, estudantes e vítimas da heteronormatividade social historicamente imposta.

Nós sociais democratas precisamos nos aproximar dos movimentos de lésbicas, articular de forma conjunta com os nossos governos as demandas mais urgentes e quais as políticas específicas podem ser construídas e conquistadas. Falar de violência, memória e resistência das mulheres lésbicas traz mais visibilidade à pauta e contribui muito pra esta construção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário