Até quando teremos essas notícias trágicas?

Uma mulher trans de 21 anos foi esfaqueada na cidade de Maiquinique no sul da Bahia. 
Como se não bastava a violência já sofrida na rua, seus agressores ainda a perseguiram e continuaram as agressões dentro do hospital. Onde estavam os seguranças? Que tipo de hospital é esse?

Essa é mais uma vítima da violência e do preconceito, poderia ser seu filho, sua filha, seu amigo, seu vizinho.

A gente pensa que isso nunca vai acontecer com a gente, mas os casos estão se tornado frequentes e alarmantes. Já passou da hora de criminalizarmos a LGBT-fobia! 

Para quem ainda não leu, segue a notícia completa:

Marcos Fernandes
Diversidade Tucana Nacional

Comentários

Postagens mais visitadas