Governo Dilma cumpre reintegração de posse de fazenda ocupada por índios

Policiais federais cumprem nesta sexta-feira (27) mandado de reintegração de posse das fazendas Acuípe I e II no sul da Bahia. Apesar de pacíficos, os índios tupinambás, que moram no local, se negam a assinar o mandado e aguardam a chegada de um funcionário da Fundação Nacional do Índio (Funai) para negociar.

De acordo com o cacique Val Tupinambá, 32 famílias vivem no local há cerca de 3 anos e meio. Eles criam galinhas e porcos, além plantar mandiocas e horta no terreno.

A advogada da empresa Mineração Ventura, proprietária dos terrenos, Cleusa Erubilho, disse que logo após a ocupação a Justiça Federal emitiu uma liminar para reintegração de posse, mas os índios recorreram. Desta vez, saiu a sentença final da Justiça Federal.

Na semana passada , a presidente Dilma Rousseff chamou a ação policial no Pinheirinho de Barbárie e disse que o Governo Federal não promoveria nada igual. Na semana passada, o Jornal Correio Brasiliense divulgou que o Governo Federal havia removido 70 e destruido 450 barraco de uma invasão na Fazenda Sálvia, de propriedade da Secretaria de Patrimônio da União (SPU), do Ministério do Planejamento e Gestão. 

O latifúndio de 306 hectares, localizado na DF-330, entre Sobradinho e Paranoá, estava ocupado desde a última sexta-feira por invasores que se diziam interessados em participar de um programa de reforma agrária. Novamente Dilma se torna contraditória, que seu governo não tomaria nenhuma semelhante ao do Pinheirinho.

Comentários

Postagens mais visitadas