Entidades lembram o Dia Nacional da Visibilidade Lésbica

Representantes de entidades que atuam em favor de gays, lésbicas, travestis e transexuais utilizaram a tribuna popular da Câmara de Vereadores de Piracicaba para lembrar do Dia Nacional da Visibilidade Lésbica, comemorado nesta segunda-feira, dia 29. Ana Mara Correa, coordenadora do Núcleo LGBT da ONG Casvi, destacou que, desde 1992, a organização não-governamental trabalha contra a discriminação. “Somos cidadãs, temos nossos direitos, não aceitamos homofobia e temos orgulho de sermos mulheres e lésbicas”, disse.

Em seguida, Juliette Stocco, fez um retrato de toda a história da defesa da participação da mulher na sociedade, desde a Grécia Antiga até os dias atuais. A sua fala marcou a oficialização do Grupo Lésbi – Grupo de Apoio às Mulheres Lésbicas e Bissexuais de Piracicaba. “A Revolução Francesa simbolizou o rompimento total com os valores da Idade Média, onde a mulher, e com quem ela se casava, era representado como um ato político”, disse.

Por fim, a coordenadora estadual de Políticas para a Diversidade Sexual, Heloisa Alves, destacou o trabalho do organismo ligado à Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania. “Fomos criados para desenvolver, fomentar e promover políticas publicas para a defesa dos direitos de lésbicas, gays, travestis e transexuais”, disse ela. Heloisa lembra, ainda, que foi criado um comitê intersectorial para desenvolver um plano de enfrentamento à homofobia no Estado de São Paulo. “Esse é um dia (29 de agosto) muito significativo para as lésbicas”.

Comentários

Postagens mais visitadas