Dois meses de Orgulho LGBT para o Diversidade Tucana

Os meses de maio e junho foram de intenso trabalho e grandes transformações para o Diversidade Tucana. Nos tornamos um secretariado do PSDB e alcançamos atuação nacional. Vejam nossas mais recentes atividades:

Convenção Estadual do PSDB-SP
O Diversidade Tucana realizou uma plenária sobre diversidade sexual que foi a grande novidade da convenção. Com vereadores, deputados, secretários de estado e até um senador presente, nós fizemos a diferença! No evento, homenageamos o deputado estadual e secretário de Estado do Meio Ambiente, Bruno Covas. Em seu discurso de agradecimento, uma frase que reflete muito bem o cenário político em relação aos direitos LGBTs: “Que bom ver dez homens e mulheres no STF terem a coragem que 513 deputados e 81 senadores não tem”, disse.




II Marcha Contra a Homofobia
O Diversidade Tucana apoiou e compareceu ao evento em Brasília com um grande número de militantes, munidos de bandeiras, camisetas e cartazes do grupo. Muitos participantes não conheciam o DT e nos abordaram querendo saber mais. Desse encontro nasceram parcerias com militantes do Pará, Goiás, Paraná, Mato Grosso e interior de São Paulo.




Visita ao Congresso Nacional
Membros do Diversidade Tucana aproveitaram sua ida à Brasília para a II Marcha Contra a Homofobia para irem ao Congresso Nacional conversar com nossas bancadas. Fomos recebidos por deputados e senadores, com grande receptividade, para falarmos do grupo e da agenda LGBT no parlamento brasileiro. Em uma dessas visitas, o presidente nacional do partido, Sérgio Guerra, e o secretário-geral Rodrigo de Castro, incumbiram o grupo da criação do Diversidade Tucana nacional e garantiram total apoio para isso.










Diversidade Tucana aciona OAB no caso do Kit Escola Sem Homofobia
Quando a presidente Dilma Rousseff proibiu a distribuição do Kit Escola Sem Homofobia produzido pelo Ministério da Educação em uma negociação vergonhosa, que transformou a população LGBT em moeda de troca para aliviar temporariamente a situação do então-ministro Antonio Palocci, novamente acusado de tráfico de influência, o Diversidade Tucana não se calou. Oficiamos a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para que apurasse, junto ao Ministério Público, se a decisão configuraria mau uso de dinheiro público. O Diversidade Tucana tomou essa decisão por considerar o material importante para o combate à violência homofóbica, uma epidemia que se alastra pelo Brasil, e que só será vencida pelo caminho da educação.


Convenção Nacional do PSDB
Em Brasília, durante a Convenção Nacional do PSDB, o presidente nacional do partido, o deputado federal Sérgio Guerra, anunciou a criação do Diversidade Tucana nacional no mês de junho. Os membros presentes também estabeleceram contatos com lideranças tucanas de diversos estados brasileiros que se comprometeram a instalar o Diversidade Tucana estadual.





Representação no Conselho de Ética e Disciplina do PSDB
Quando o deputado federal João Campos (PSDB-GO) admitiu, em entrevista ao portal Terra, que usou a convocação do então-ministro Antonio Palocci ao Congresso Nacional, apoiada pelo PSDB, como moeda de troca na negociação para que a presidente Dilma Rousseff suspendesse a entrega do Kit Escola Sem Homofobia, novamente o Diversidade Tucana não poderia se calar. Entregamos ao presidente do partido um pedido de averiguação da postura do parlamentar junto ao Conselho de Ética e Disciplina.


I Congresso Estadual do Diversidade Tucana SP
No dia 04 de junho, militantes de todo o estado de São Paulo reuniram-se na capital para aprovar o regimento interno do Diversidade Tucana e realizar convenções municipais e a convenção estadual do secretariado. Com presença de membros do Diretório Estadual do partido, representantes da Juventude e do Tucanafro, vereadores da capital e o envio de um vídeo de apoio do governador Geraldo Alckmin, o evento elegeu a nova executiva estadual do secretariado, coordenada por Wagner Gui Tronolone, e a municipal da capital, coordenada por Cássio Rodrigo.







Anúncio do Conselho Municipal LGBT de Piracicaba
O Diversidade Tucana articulou a reunião de militantes LGBTs da cidade de Piracicaba, no interior de São Paulo, com o prefeito Barjas Negri, que resultou no anúncio da criação do Conselho Municipal LGBT da cidade. O prefeito tucano anunciou também que convocará a Conferência Municipal LGBT em Piracicaba.




Convenção Nacional do Diversidade Tucana
Com a missão de criar o secretariado nacional Diversidade Tucana, atribuída pelo presidente nacional Sérgio Guerra, militantes de quatro estados brasileiros estiveram presentes na capital paulista, na véspera da 15ª Parada do Orgulho LGBT, para aprovar o regimento provisório do grupo e eleger Marcos Fernandes o presidente nacional do Diversidade Tucana.


15ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
Em diversos pontos da Avenida Paulista estavam os militantes do Diversidade Tucana. Antes da manifestação, estavam todos reunidos com o nosso governador Geraldo Alckmin em sua participação na coletiva de imprensa oficial que antecede o evento. Na ocasião, o governador reafirmou o compromisso de seu governo com o combate à homofobia.


Formatura da Escola de Moda
O programa Escola de Moda do Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo contou, em sua primeira turma, com sete travestis entre suas alunas. Incluídas, elas aprenderam novas profissões relacionadas à indústria da moda, como corte e costura, bordados e bijuterias. O Diversidade Tucana esteve presente e foi homenageado nas falas da primeira-dama Lu Alckmin e da militante Miriam Queiroz, membro da executiva municipal do secretariado e aluna do curso de bijuteria.


Ato Solene pelo Dia Mundial do Orgulho LGBT
Solicitado pela deputada estadual Leci Brandão (PC do B-SP), o ato reuniu militantes e lideranças de diversas organizações e partidos. O Diversidade Tucana estava presente com uma dúzia de seus membros, que foram representados na tribuna do evento pelas palavras do nosso deputado estadual Cauê Macris, que colocou-se como um parceiro da luta contra a homofobia na Assembléia Legislativa de São Paulo.


Adiamento do Projeto de Lei 280/2011 de São José dos Campos
O Diversidade Tucana encerra o mês de junho com uma participação crucial na Câmara Municipal de São José dos Campos, ajudando a adiar a votação de um projeto de lei de um vereador do próprio PSDB, que prevê multa para qualquer material que “possa induzir uma criança ao homossexualismo (sic)”. Antes de chegar à cidade, o Diversidade Tucana enviou ofício a todos os vereadores da cidade para esclarecer que a iniciativa do vereador Cristóvão Gonçalves não reflete a ideologia e a história do PSDB, e pedindo o voto contra o projeto. Em São José, porém, a avaliação era de que o projeto seria votado no mesmo dia e com grandes chances de ser aprovado. O Diversidade Tucana acionou lideranças do PSDB da região, como o ex-prefeito e hoje secretário do Planejamento, Emanuel Fernandes, e o deputado estadual Samuel Moreira, que, junto ao prefeito Eduardo Cury (também do PSDB), ajudaram a adiar a votação do projeto para o segundo semestre. Agora, o Diversidade Tucana continuará atuando para que esse projeto seja rejeitado.





Comentários

Postagens mais visitadas