Carta de Repúdio a Deputada Myrian Rios

A Diversidade Tucana vem por meio desta condenar a lamentável declaração da Deputada Estadual Myrian Rios (PDT/RJ), que tenta relacionar gays com pedofilia.

Mais uma vez, a comunidade LGBT tem sido vítima de inverdades proferidas por parlamentares ligados a algum tipo de religião, de forma a tentar nos marginalizar e barrar nossa luta por igualdade de direitos e contra a violência homofóbica que cresce a cada dia.

Prezada Myrian Rios, não existe não existe nenhum estudo sério que possa ligar a homossexualidada à pedofilia. Segundo o site http://diganaoaerotizacaoinfantil.wordpress.com/:

"Os casos de abuso sexual na infância e adolescência são praticados, na sua maioria, por pessoas ligadas diretamente às vítimas e sobre as quais exercem alguma forma de poder ou de dependência. Portanto, é uma distorção associar esse tipo de violência a um agressor estranho, m arginal ou psicopata de rua. Na mesma linha, as pesquisas indicam que na maioria dos casos o agressor não apresentava antecedentes criminais, o que dificulta o trabalho dos profissionais que investigam suspeitas de abuso sexual. Para complicar ainda mais, as pessoas que convivem com o pedófilo o descrevem como “trabalhador, religioso e cuidador zeloso de sua família”.

Estudo realizado nos EUA com 935 pessoas revelou que 32,3% das mulheres e 14,2% dos homens tiveram abuso sexual na infância".

O Secretariado da Diversidade Tucana do PSDB, que recentemente realizou sua convenção nacional, alerta que esse tipo de parlamentar está se proliferando por todos os partidos do Brasil. "Nós acreditamos que seja o papel dos secretariados LGBTs de cada partido agir de forma a esclarecer, informar e sensibilizar suas bancadas, para que argumentos populistas e falsos não prevaleçam", completa o coordenador nacio nal da Diversidade Tucana, Marcos Fernandes.

Comentários

Postagens mais visitadas