quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Videoconferência Aborda Conceitos da Diversidade Sexual

A Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual do Estado de São Paulo promove no dia 02 de dezembro, das 10 às 13 horas, a video conferência “Decifrando a Diversidade Sexual: Conceitos e Pré-conceitos”.

Para abordar o tema, Soninha Francine, Bárbara Graner e João SilvérioTrevisan vão tratar, de forma didática e descontraída, acerca deconceitos da diversidade sexual, como orientação sexual e identidade degênero, homofobia e formas de manifestação da intolerância.

O projeto visa capacitar, em especial, os servidores públicos do Estado de São Paulo, conforme determina o Plano Estadual de Enfrentamento à Homofobia e Promoção da Cidadania LGBT, que define o plano de trabalho de 11 secretarias para o biênio 2010-2011.

A apresentação ao vivo é aberta a todos os interessados. Os interessados devem acessar o link http://media.escolasdegoverno.sp.gov.br/diversidade

Outras duas video conferências acontecerão nos dia 07 e 09 de dezembro,das 14 às 17 horas, e vão tratar dos temas “Direitos Humanos da População LGBT” e “Educação, Cidadania e Homofobia”.

Soninha Francine – Mediadora
Escritora, produtora, diretora e apresentadora de TV, Soninha comandou e desenvolveu programas voltados para o público jovem, como “RG” e “Barraco MTV”, além de atuar como comentarista de programas esportivos. Seus trabalhos foram reconhecidos pela Fundação Abrinq, com o título“Jornalista Amiga da Criança” e pelo “Prêmio Comunique-se”, como “melhor comentarista esportiva”. Em 2004 elegeu-se vereadora por São Paulo e foi subprefeita da Lapa em 2009.

Bárbara Graner – Debatedora
Educadora e responsável pela articulação com a sociedade civil e direitos humanos do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde.

João Silvério Trevisan – Debatedor
Jornalista, escritor e diretor de cinema. Fundou em 1978 o primeiro Grupode Liberação Homossexual do Brasil e foi um dos editores-fundadores domensário "Lampião", primeiro jornal voltado para a comunidade homossexual brasileira, ainda na década de 70. Recebeu três vezes o Prêmio Jabuti, um dos mais importantes da literatura brasileira, e também por três vezes foi contemplado com o Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte. O último deles com o romance“Rei do Cheiro” (Ed. Record, 2009).

Nenhum comentário:

Postar um comentário