domingo, 14 de novembro de 2010

Jovens que Atacaram Homossexuais são Presos em São Paulo

Um dos jovens agredidos na manhã deste domingo na avenida Paulista por um grupo foi atacado com duas lâmpadas fluorescentes na cabeça, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo. O rapaz de 23 anos foi encaminhado para o Hospital do Servidor Público, onde foi medicado e liberado em seguida.

Segundo a SSP, além do jovem de 23 anos, outros dois - um fotógrado de 20 anos e um estudante de 19 - foram agredidos pelo grupo. A PM encontrou Jonathan Lauton Domingues, 19 anos, e outros quatro suspeitos da agressão na esquina da Alameda Campinas com a Paulista. Eles foram detidos e encaminhados para o 5º DP, na Aclimação, onde o caso foi registrado. Jonathan continua preso, e os menores foram encaminhados para a Fundação Casa.

Os ataques aconteceram por volta das 6h30 em dois pontos da Paulista. A polícia não soube dizer se o grupo era formado por skinheads, informação transmitida anteriormente pelo policiais que atenderam a ocorrência. De acordo com a Polícia Militar, as vítimas são homossexuais.

A polícia informou que o fotógrafo e o estudante de 19 anos estavam juntos em um ponto de taxi foram os primeiros atacados, quando o grupo de agressores se aproximou e começou a chutar e dar socos na cabeça das vítimas.

O fotógrafo conseguiu correr para uma estação de metrô e permaneceu no local até que os agressores fossem embora. Já o estudante de 19 anos não conseguiu fugir e foi espancado. Ele foi encaminhado para o Hospital Oswaldo Cruz, onde permanece em observação.

Um comentário: