domingo, 28 de novembro de 2010

15 Militantes LGBTs Assassinados por Homofobia

De acordo com dados apresentados pelo Antropólogo e Militante LGBT Luiz Mott,  entre 1982 e 2010, 1o gays e 5 travestis, militantes do Movimento LGBT, foram assassinados no Brasil. Os dados, apresentados por Mott, mostram que no atual Governo os crimes com motivação de ódio contra homossexuais veem aumentando assustadoramente e revelam que 73% desses homicídios aconteceram na gestão do Governo Lula.

Somente neste ano, 226 homossexuais foram assassinados com crimes de motivação de ódio, outro dado que mostra a fragilidade das políticas públicas para o cidadão LGBT no Brasil e a necessidade da aprovação de leis de combate a homofobia. Tais crimes, quando punidos, são julgados apenas como homicídio, sem o agravante de ódio que motivaram tais atos. Uma agressão corporal, muitas das vezes nem é dada a real importância do fato, devido a falta de legislação que regulamente a questão.

Militantes Homossexuais Assassinados no Brasil

1 - Claudio Rodrigues, 35 anos - São Paulo - SP -  Bancário e universitário, fundador do Grupo Libertos, participou do I Encontro de Homossexuais Organizados em SP (1980), 5 facadas, 1982. O corpo foi encontrado em seu apartamento em avançado estado de decomposição.

2 - José Albuquerque Porciúncula (Zé Popó), 41anos - Olinda – PE - Engenheiro, Fundador do Grupo de Atuação Homossexual de Olinda,  Gatho. Foi afogado na piscina de sua casa por um garoto de programa em 1995.

3 - Brenda Lee -  São Paulo – SP - Transexual, fundou a Casa Brenda Lee para travestis com Aids. Foi assassinada com um tiro em 1996.
 
4 - Alexandro de Jesus Nascimento, 25 anos – Salvador – BA - Professor de inglês, Presidente do Grupo de Homossexuais do Calafate. Morto à facadas em 2002.

5 - Marcelo Hidalgo – Brasília – DF-  Presidente do GAPA/DF. Estrangulado e afogado em 2003.

6 - Marcos Andre dos Santos, Tabuleiro - AL - Vice Presidente do Grupo Gay de Tabuleiro. Foi espancado e levou 10 tiros em  2004.

7 - Adamor Guedes, 40 anos – Manaus - Presidente da Associação de Gays, Lésbicas e Travestis do Amazonas. Morto à facadas em 2005.

8 - Ana Paula (Paulo Sérgio de Souza Santiago) 46 anos - Porto Velho – RO - Presidente da Associação Projeto Vida. Assassinada com um tiro em 2006.

9 - Luiz Palhano – Crateús – CE – Doutor em pedagogia, professor universitário e militante do GRAB. Assassinado com  21 facadas em 2008.
10 - Gabriel Furkim – Curitiba – PR.  Ex-coordenador do Grupo Dignidade. Morto com facadas e torturado em 2009.

11 - Sabrina Drumond, 40 anos – São Luís – MA - Presidente da Associação de Travestis e Transexuais do Maranhão. Morto à  facada em 2009.

12 - Sidney Nascimento, travesti, 30 anos – Mato Grosso do Sul – MS -  Colaborador da ATMS, Associação de Travestis do Mato Grosso do Sul. Assassinado com vários golpes de tesoura em 2010.

13 - Jose Aparecido Moreira Souza, cabeleireiro – Rondônia -  Militante do Grupo Arco íris de Rondônia. Teve a cabeça decapitada em 2010.

14 - Camilee Gerin, Travesti, Campinas – SP.  Atuante junto ao Identidade: Grupo de Luta pela Diversidade Sexual. Morta a facada e pauladas em junho de 2010.

15 - Iranilson Nunes da Silva, 38, anos – Itapevi – SP - Atuante pelos direitos LGBT com participação importante na ONG Revida. Foi morto a tiros em 23 de novembro de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário