Justiça Condena 2 Envolvidos em Explosão na Parada Gay de SP

A Justiça condenou dois dos sete indiciados pela explosão de uma bomba caseira durante a Parada Gay de 2009, no centro de São Paulo. O atentado deixou 22 pessoas feridas. Rodrigo Alcântara de Leonardo, 24 anos, e Guilherme Witiuk Ferreira de Carvalho, 20 anos, foram condenados a 2 anos de prisão em regime fechado por associação criminosa. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Os réus integram o grupo neonazista Impacto Hooligan. Eles foram presos preventivamente em dezembro de 2009 e soltos, após revogação, em maio deste ano. A prisão dos envolvidos é graças ao trabalho da DECRADI (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância), criada pelo Governador de São Paulo Mário Covas e alçada com statos de delegacia pelo Governador Geraldo Alckmin, colocando mais uma vez o Estado de Sãio Paulo como pioneiro nas questões dos direitos humanos.

Comentários

Postagens mais visitadas