quarta-feira, 9 de agosto de 2017

O Secretariado Diversidade Tucana apoia a permanência da Ministra de Direitos Humanos Luislinda Valois e se posiciona contra Lincoln Portela

O Secretariado Diversidade Tucana se posiciona de forma completamente contrária sobre o pronunciamento do deputado Lincoln Portela (PRB-MG) ontem (8), que pede a demissão da Ministra de Direitos Humanos Luislinda Valois.


Quais são as justificativas que este senhor Liconln, ”representante do povo” se utiliza para pedir a demissão de Luislinda Valois? A justificativa é no mínimo preconceituosa, pois essa digníssima senhora Luislinda é uma incansável guerreira que luta contra as desigualdades sociais e busca um Brasil mais igualitário, mais humano. Exemplo disso, temos o pedido de Luislinda para a Câmara dos Deputados no Dia do Orguho LGBT “pela aprovação do PL João Nery.

Lincoln Portela, utiliza este espaço como deputado, não para atender as demandas do povo, mas para propagar o ódio e a intolerância. Não podemos aceitar tal postura de um deputado eleito democraticamente no Brasil.

Direitos Humanos em sua mais preciosa essência é respeitar a diversidade, as minorias. Acreditamos que a Ministra de Direitos Humanos, Luislinda Valois está fazendo um excelente trabalho em prol das mulheres, dos negros, da comunidade LGBT e da sociedade como um todo.


A nossa luta é diária, não fecharemos nossos olhos para injustiças e tentativas de cercear direitos. Não abriremos mão de ter a Ministra Luislinda Valois lutanto pelos direitos das comunidades que foram invisibilizadas há séculos.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Alemanha deve ser exemplo sobre união homoafetiva, diz tucano


O Parlamento alemão aprovou nesta sexta-feira (30) o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Apesar do voto contrário da chanceler Angela Merkel, a reforma foi aprovada por 393 deputados integrantes dos três partidos de esquerda representados no Parlamento e parte da ala conservadora. Foram 226 votos contrários e quatro abstenções. O presidente da Diversidade Tucana, Marcos Antônio Fernandes, afirmou que a aprovação de hoje é uma decisão “muito importante” do Parlamento alemão e serve como exemplo para outros países, inclusive o Brasil.

“É um exemplo. Tem que haver proteção às minorias. Isso não é privilégio, é tratar de forma igual a todos, que somos iguais perante a lei. No Brasil, temos uma dificuldade muito grande de aprovar e discutir leis que protegem todas as minorias. Ainda temos um sistema que causa muita violência, muito desigual. Aqui, o casamento de pessoas do mesmo sexo só foi aprovado via STF. O parlamento nunca aprovou uma lei dessas ou discutiu, nem deixou que essas leis avançassem”, afirmou.

Na Alemanha, desde 2001, os casais homoafetivos podiam firmar uniões civis, mas, a partir de agora, poderão se casar oficialmente, tendo acesso a direitos fiscais e de adoção de crianças. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

A nova lei, que precisa ser ratificada pela Câmara Alta do Parlamento para entrar em vigor, o que deve acontecer até o fim do ano, concederá aos casais homossexuais o direito à adoção.

Apesar de ter sido contra o casamento gay, Merkel deu sinal verde para a votação, após liberar os deputados de seu partido conservador, União Democrata Cristã, para que votasse de acordo com sua consciência, sem determinação partidária.

Com a aprovação da nova lei, a Alemanha será o 24º país do mundo a legalizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo, algo que já é uma realidade em nações como o Brasil e os Estados Unidos. Na Europa, ainda há vários Estados onde essa opção continua inacessível, como Áustria, Itália e Grécia e algumas nações do Leste Europeu.

Pioneirismo

O líder da Diversidade Tucana ressaltou ainda a atuação histórica e o pioneirismo do PSDB na proteção legal à diversidade. Segundo Fernandes, as ações nesse sentido tiveram início na época do governador de São Paulo Franco Montoro, quando se criou políticas na área da Saúde para atendimentos às pessoas portadoras do vírus HIV.

“No governo Fernando Henrique Cardoso, tivemos a criação do primeiro Programa Nacional de Direitos Humanos. O ministro José Serra veio com os remédios e o tratamento para as pessoas portadoras de HIV, que é exemplo mundial. Também temos em São Paulo e em Minas delegacias que combatem crimes de preconceito e racismo, criadas pelos governadores Geraldo Alckmin e Aécio Neves. Então, o PSDB foi pioneiro na legislação que protege essa comunidade. Precisamos de legislação que torne igual os direitos. O direito à pensão, ao seguro saúde, à herança, ao casamento”, completou.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Notal Oficial - Diversidade Tucana

O Diversidade Tucana desde sua criação vem trabalhando e defendendo a Social Democracia, acreditamos que é possível construir um partido novo, plural, ético e democrático. Vivemos num período de pungentes agravos sócio-políticos, precisamos buscar uma ressignificação e novas representações da política brasileira.

Fomos um setorial no qual o Senador Aécio Neves deu força e visibilidade nacional na sua gestão como presidente do partido. É inegável que para nosso setorial foi um grande avanço, isso temos que reconhecer. Entretanto, não defendemos posturas e ações antidemocráticas que resultem em fortalecimento de uns em detrimento de outros.

Acreditamos que este seja o momento de uma renovação no PSDB, e a substituição do presidente do partido seria de vital importância para a democracia. É preciso um novo presidente para unir a militância, traçar novos rumos ao partido e repensar a atuação do PSDB.

O Diversidade Tucana enquanto coletivo dentro do PSDB,  permanece forte, acreditando na Social Democracia, não legitima e não apóia condutas que atentem contra a democracia e aos direitos da população.


Ressaltamos que acreditamos que a Social Democracia vencerá mais uma vez com a união do povo para um caminho mais ético, democrático e que vise o fortalecimento do nosso país.

Diversidade Tucana Nacional

domingo, 30 de abril de 2017

O Secretariado Diversidade Tucana repudia a homofobia de Ciro Gomes (PDT)

Em encontro com estudantes da Escola de Direito da Universidade de São Paulo, Ciro Gomes proferiu mais uma “pérola”  e desta vez o Diversidade Tucana não poderia deixar passar batido.


Segundo alunos presentes no encontro, o pré-candidato ao ser questionado que seria derrotado por João Doria nas eleições presidenciais de 2018, soltou a seguinte afirmação:   Eu pego um viado cheio de areia no cú, que nem o João Doria, e encho de porrada.

É esse discurso LGBTfobico que mata LGBTs todos os dias no Brasil. Não podemos ficar calados diante de tal violência. O Diversidade Tucana repudia este tipo de comportamento e vai além, ser sapatão, bicha, viado, trava ou qualquer outro nome que tentam nos colocar  para nos desqualificar não é xingamento!

A comunidade LGBT precisa de respeito e um senhor que se considera presidenciável como este tal Ciro Gomes deveria no mínimo se calar e se recolher a sua insignificância política.

Ciro Gomes representa o coronelismo e sua existência nefasta na política ainda hoje é assustador. O que ele pensa que somos? Parte de sua capitania hereditária?

Exigimos respeito, senhor Ciro Gomes!

Basta de violência, intolerância  e LGBTfobia!

sexta-feira, 10 de março de 2017

Diversidade Tucana Sampa se reúne em evento sobre políticas para LGBT na cidade de São Paulo


Muito tem sido dito sobre políticas para LGBT e como superar o preconceito com políticas públicas afirmativas, mas o que o PSDB em São Paulo tem feito para essa população?




Essas e outras questões fazem parte do próximo encontro do Diversidade Tucana na capital paulista:  “O PSDB e a Diversidade LGBT”. O Encontro tem data marcada para amanhã, 11/03 e contará com a presença de personalidades como Zuzinha (Mario Covas Neto), Marcos Fernandes que é o atual Presidente do Secretariado Diversidade Tucana, o Secretário de Desenvolvimento Social Floriano Pesaro e também Ivan Batista, Coordenador de Políticas para LGBT da prefeitura de São Paulo.

O encontro reafirma o crescimento do secretariado e o compromisso do partido com a Diversidade.


Diretório Estadual PSDB – SP
Av Indianópolis, 1123 – Moema , São Paulo
(11)5078-4545
Data: 11/03/17
Horário:13h às 17h
Entrada Gratuita

quarta-feira, 8 de março de 2017

Parabéns mulher

Hoje eu não posso elogiar e te parabenizar pela sua beleza, sua doçura ou sua feminilidade. Em 1977 o dia 8 de março foi oficializado e reconhecido pelas Nações Unidas como Dia Internacional da Mulher, mas sua batalha havia começado décadas, séculos antes. Seu dia representa todo o seu suor, seu trabalho duro, sua luta por igualdade, estudos e oportunidades de demonstrar seu talento e força de vontade em qualquer que seja sua área de atuação.

Hoje você está cada dia mais empoderada, sempre ciente do quanto precisa se esforçar para superar os desafios que infelizmente ainda é machista. Você mulher, tem voz e não tem medo de usa-la, não devemos parabeniza-las hoje por sua beleza e doçura. Bela e doce, sim, quando quiser e pra quem quiser ser Mas não é esse o intuito desse dia. Hoje, e sempre, devemos parabeniza-las por suas olheiras de noites de estudo, pelos calos em suas mãos por longos dias de trabalho, pela sua coragem de serem o que quiserem ser, quem quiserem ser. Presidentes, prefeitas, juízas, mães, filhas, mecânicas, motoristas, repórteres, ativistas, lisa, crespa, negra, oriental, hétero, lésbica, trans, cis. São pequenos exemplos de tantas faces, de tantas mulheres hoje homenageadas.

Você é linda, mas mais que isso, você é uma mulher poderosa e forte então sorria, tenha sempre a certeza disso e conquiste. Sempre ciente do quanto precisa se esforçar para superar os desafios em um mundo que infelizmente ainda é machista.  

Marcos Fernandes
Diversidade Tucana Nacional                  

terça-feira, 7 de março de 2017

O Casamento de Edgar Souza, um marco para história do PSDB e do Movimento LGBT

O primeiro prefeito eleito assumidamente gay casou no último sábado (4).

Edgar Souza (PSDB), que foi o primeiro candidato a prefeito assumidamente homossexual do Brasil a ganhar uma eleição e se reeleger, reafirmou seu amor pelo empresário Alexsandro Luciano e a troca de alianças aconteceu no Lins Country Club no último sábado, 04/03.

O enlace tornou-se um marco para o movimento LGBT e para PSDB, porque Souza além de ser o primeiro prefeito eleito assumidamente gay, agora também é o primeiro prefeito gay que casou durante o mandato. Não existem registros de um outro prefeito homossexual que de fato, tenha assumido sua relação homoafetiva e tenha casado durante seu mandato.

A questão aqui é coragem de ser quem se é, sem rótulos, sem máscaras e isso é muito importante para a comunidade LGBT como um todo, que tanto precisa de representatividade em todos os âmbitos.

A cerimônia de caráter ecumênico, reuniu representantes de diversas religiões demonstrando que independente das diferenças as pessoas podem e devem conviver em harmonia.

O prefeito Edgar teve entre seus padrinhos o presidente do Diversidade Tucana, Marcos Fernandes e também, Ivan Batista que é o novo Coordenador de Políticas para LGBT. Edgar é integrante do Secretariado Diversidade Tucana e militante pelos direitos LGBT, com Edgar em Lins, todos nós nos sentimos representados.
No centro, Ivan Batista juntamente com o casal Alexsandro e Edgar

Nós do Diversidade Tucana desejamos felicidades ao casal e torcemos para mais e mais políticos tenham essa coragem de enfrentar a homofobia como Edgar e Alexsandro tiverem.